ARTIGOS, NOTÍCIAS E REPERCUSSÕES SOBRE SEGURANÇA PÚBLICA.

sábado, 18 de agosto de 2012

Em enquete, revogação do estatuto do desarmamento já tem apoio recorde.


A Agência Câmara lançou neste mês de agosto uma enquete sobre o projeto de lei nº 3.722/12, que revoga o estatuto do desarmamento (lei 10826/03) e institui um novo modelo normativo para o controle de armas e munições no Brasil. Os resultados apenas na primeira semana já foram expressivos e, hoje, representam o recorde histórico de aprovação a uma proposta dentre todas as enquetes já realizadas pelo veículo.


No fechamento desta pauta, a votação já contava com 10.945 votos, dos quais 10.567 pelo apoio à nova lei, o que representa nada menos que 96,5%. Em número absoluto de votos, a enquete já é a terceira mais votada na série histórica, atrás apenas das relativas ao exame de ordem da OAB, com 12.850 votos, e à união homoafetiva, com 19.268, ambas já encerradas. E em nenhuma das duas se alcançou um quantitativo de votos tão alto para a opção vencedora, eis que a maior marca, até então, era justamente no projeto sobre a união de pessoas do mesmo sexo, cuja aprovação foi manifestada por 10.547 votos.

Pelo ritmo de crescimento dos votos, em muito pouco tempo a enquete deverá também quebrar o recorde de participação, e isso num prazo muito inferior ao das enquetes que ainda lideram a série histórica.

Definitivamente, o assunto se revela de altíssimo interesse da população brasileira, despertando sua inédita mobilização para mostrar aos legisladores que a segurança pública no país só fez piorar com a publicação do estatuto do desarmamento, lei que, na opinião de muitos – e cada vez mais - estudiosos no assunto, somente serviu para conferir segurança a quem anda à margem dela, ou seja, os criminosos.

Sendo a Câmara dos Deputados a “casa do povo”, outro desfecho não se pode esperar além da aprovação do projeto, cujo maciço apoio popular não poderá ser desprezado pelos seus representantes.

Se você tem dúvidas sobre o PL 3722/12, confira a entrevista concedida ao nosso blog pelo pesquisador em segurança pública Fabricio Rebelo e confira a campanha para sua aprovação no site no Movimento Viva Brasil. Já para participar da enquete da Agência Câmara, clique aqui.

11 comentários:

  1. O dificil são os governantes saberem o que a população quer, e fazer o contrario a nossa vontade. A campanha deveria ser de desarmamento dos bandidos e armamento do cidadão.

    ResponderExcluir
  2. entregar a ARMA por causa da lei do DESARMAMENTO é o mesmo que colocar um nariz de palhaço e um alvo na sua testa,o CIDADÃO já está cansado de ser vitima de marginais,todos temos no minimo o direito de se defender...

    ResponderExcluir
  3. o governo chega a ser hilariante, faz a população votar em alguma coisa, gasta milhões, e quando a gente decide, resolve fazer o contrário... não entendo essa lógica.
    Desarmar o cidadão é sempre uma preocupação, más desarmar o bandido, nunca me pareceu uma preocupação do governo.

    ResponderExcluir
  4. Basta algum louco matar uma meia duzia e vem a Globo falar em desarmamento, maniacos vão matar de qualquer maneira, ARMAS LEGAIS SIM E JÁ ...

    ResponderExcluir
  5. Ganhamos o plebicito mas meia duzia de descontentes consegue fazer toda esta alausa e ser contra as armas,(ganhamos mas não levamos).Podem ate acabar com as armas mas nunca vão acabar com os loucos e mainacos.

    ResponderExcluir
  6. O cenário atual de São Paulo é fortemente emblemático. Em tempos imemoriais, o bandido não matava a vítima, caso ela não reagisse ao assalto. Hoje o bandido mata, MESMO QUE A VÍTIMA NÃO REAJA!
    Por outro lado, quantas vidas não teriam sido salvas nos estabelecimentos comerciais que foram assaltados e nos condomínios, se houvesse uma única arma em mãos treinadas?
    A polícia só aparece depois do crime, não é?
    Vamos enterrar de vez este famigerado Estatuto do Desarmamento, que só favorece a bandidagem!

    ResponderExcluir
  7. Nelson de Azevedo Neto22 de agosto de 2012 15:44

    PA-RA-BÉNS!!!!... Aproximadamente às 15:30h da corrente data, a enquete pela revogação do Estatuto do Desarmamento acaba de superar o número total de votos da polêmica campanha - e agora a segunda mais votada - sobre a "união homoafetiva"... E com a maioria esmagadora de 96,65% dos votantes À FAVOR DA REVOGAÇÃO DO "MALFADADO" ESTATUDO DO DESARMAMENTO... ENTÃO, QUE SE FAÇA VALER A VONTADE SOBERANA DO POVO... E SE REVOGUE TODOS OS DISPOSITIVOS EM CONTRÁRIO... Inclusive o recente projeto aprovado, à revelia da vontade popular, do Deputado do PT Dr. Rosinha (vulgo Capitão Caverna)... E mais uma vez: PARABÉNS À TODOS NÓS PELA LUTA INCANSÁVEL!

    ResponderExcluir
  8. Para mim é simples. Quando defendiam o estatuto diziam que lutavaam contra o loby das fabricas e quem os apoiavam o loby dos bandidos, os maiores interessados? Cada categoria defende a sua, medicos defendem medicos e pociciais defendem policiais, quem defende bandido (excetos os advogados por força da profissão) é bandido e quem ajuda é cumplice. Defender o desarmanto é admitir que, como o estado é ineficaz e inoperante no que se refere a educação e justiça procura temas que pareçam que estão fazendo algo inteligente. DIGA NÃO A VIOLENCIA, pricipalmente a dos bandidos que a cada dia se mostram mais crueis. Que cada cidadão possa ser um agente de segurança em sua propria casa, defendendo a si e aos seus, desta forma ajudando a policia a manter o mundo mais seguro.

    ResponderExcluir
  9. o bandido teria mas medo de entra na casa de um pai de família se imaginasse que ali ele obitivesse uma arma de fogo mas a voz do povo e como a voz da consciência ta ali gritando mas não resolve nada ... e o fim mesmo.

    ResponderExcluir
  10. o brasileiro e rolbado desde seus direitos ate onde ele não tem entendimento de saber q esta sendo roubado o dilma para com isso so promessa quero meus direitos já ...

    ResponderExcluir
  11. Nao aceito o desarmamento do cidadao de bem, e sei que todo governo quando quer mudar o regime de um pais, o primeiro objetivo e desarmar a populacao, uma populacao desarmada o governo toca igual boi, sei tambem, que este estatuto é puramente ideologia do ex presidente lula apoiado pela dilma, que hoje da continuidade neste maldito estatuto que tira o direito do cidadao bem conquistado nas urnas no plebiscito de 2005, puramente ideogia de um governo e de um partido de esquerda que se esconde atraz de uma bandeira que todos sabem que é somente fachada.
    ,


    ResponderExcluir